LiveZilla Live Help
Chat Unimed de Birigui
Dicas de Saúde
Página Inicial / Dicas de Saúde
 

Berços infantis terão selo do Inmetro

Assista o vídeo com orientações para escolher um modelo seguro para seu filho

 
A partir de 2014, as lojas só poderão comercializar berços infantis que tenham o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Enquanto a certificação não é obrigatória, preste atenção na hora de comprar o berço do seu filho. Para orientar os pais a optar pelo modelo correto, o Inmetro produziu um vídeo com dicas que garantem segurança à criança e tranquilidade à família. 
 
O audiovisual faz parte da série "Faça Certo": que começou em janeiro com o lançamento de um vídeo com orientações sobre a obrigatoriedade do uso da cadeirinha infantil em carros.  A ideia da série é alertar para a importância de comprar produtos que sigam os padrões de segurança e diminuir riscos de acidentes. Conforme o Ministério da Saúde, 91% das mortes por sufocamento ou estrangulamento acidental de crianças na cama ocorrem com crianças menores de um ano. 
 
Além de exibir orientações, o vídeo mostra que os erros mais comuns de pais ou cuidadores dos bebês são posicionar o berço próximo às janelas e deixar cordões soltos, ao alcance das mãos dos pequenos. O descuido pode provocar asfixia e morte. 
 
O programa de certificação do Inmetro avalia questões associadas à segurança que o produto oferece ao usuário. Resistência ao impacto dos pulos e aos movimentos da criança no berço, ausência de bordas e partes salientes que possam ferir ou serem levadas à boca, durabilidade, medições e mecanismos de travamento foram itens analisados. Berços infantis, dobráveis, portáteis, conversíveis e drop sides (laterais móveis) foram incluídos na certificação. 
 
A partir de junho de 2014, as lojas só poderão vender os berços que tenham o selo do Inmetro. 
 
>>> Confira dicas para comprar um berço seguro
 
Atenção ao comprar 
 
- Verifique se o produto tem o Selo de Identificação da Conformidade do Inmetro, que deve estar visível. 
- É importante que no momento da compra, o consumidor preste atenção se há bordas ou partes salientes no berço. Se existirem, elas devem ser arredondas e chinfradas, não podem ter “sobras” nem arestas. 
- Produtos com rótulos e decalques nas superfícies internas e laterais devem ser evitados para que a criança não tente levá-los à boca.
- Avalie se há dificuldade para levantar o colchão. O espaçamento entre o colchão e as laterais do berço não pode ser maior do que 30 milímetros. 
- Force o mecanismo de travamento para observar se as travas realmente funcionam. 
 
Cuidados em casa 
 
- O berço deve ser instalado longe de janelas, persianas e cortinas. Cordas e cordões soltos podem oferecer risco de estrangulamento e sufocamento. 
- Babás eletrônicas ou outros mecanismos de monitoramento devem ser posicionados em locais onde a criança não seja capaz de alcançar o fio. 
- Se utilizar móbiles na decoração, instale-os em uma altura segura, na qual nem as mãos das crianças consigam alcançá-los. 
- Não deixe travesseiros e cobertores extras no berço. 
- Lembre-se de que a melhor maneira de proteger uma criança é monitorá-la frequentemente 
 
 
->  Para mais informações assista o vídeo do Inmetro
 
http://www.youtube.com/watch?v=bGnPY_2gHIo
 
 
Fonte: www.unimed.com.br

IMPORTANTE
Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

ANS
 

   Rua Saudades, 32 – Centro